sexta-feira, 20 de maio de 2016

Academias – Um mercado fácil e promissor... Será?


 Todos sabem da importância de reter os clientes e aumentar os lucros de uma academia de ginástica. Mas nem todos sabem como e nem por que! Antes de começarmos a falar em como reter, primeiro precisamos saber a diferença entre reter e fidelizar!
Alguns acham que é a mesma coisa. De acordo com os dicionários, reter significa segurar, ter firme, não deixar escapar das mãos, conter. Já fidelizar, é tornar fiel, fazer com que a pessoa prefira determinada marca em detrimento de outra.
Uma das ferramentas usadas para aumentar a retenção e a fidelização é o marketing.
De acordo com o Conselho Regional de Educação Física, existem somente em Goiânia, 874 academias, sendo que em 2011 eram 429; e em 2012, 692; representando um crescimento de 21% quando comparado a 2013. Ainda segundo o Conselho Regional de Educação Física, o Brasil é o segundo país com o maior número de academias no mundo, perdendo somente para os Estados Unidos.
De acordo com o portal de notícias do SEBRAE, o número de academias no Brasil cresceu 133% em cinco anos. Em entrevista, Luiz Barreto, presidente do SEBRAE, justificou esse aumento devido a uma procura maior por uma qualidade de vida mais saudável, e a um aumento na renda das pessoas. Mas, para que o negócio prospere, o SEBRAE alerta que é preciso ficar alerta ao mercado e tomar algumas decisões, tais como procurar fidelizar a clientela e investir com frequência em marketing.
Apesar de os números estarem crescendo a cada ano, e o mercado fitness se mostrar bastante promissor, apenas 3% da população goiana frequenta as academias de ginástica, sendo que desses,  50% desistem entre 6 meses e 1 ano de prática. Esse alto índice de desistência casado com um baixo índice de adesão à prática esportiva se dá em parte pelo amadorismo dos proprietários. Segundo a Agência de Notícias do SEBRAE, 95% os proprietários de academias em Goiânia, são profissionais de educação física que aprenderam a administrar seu negócio na prática. Dessa forma, a grande maioria das academias enfrentam dificuldades na venda dos seus serviços e na retenção de alunos.
A International Health Racquet & Sportsclub (IHRSA), associação que representa academias, clubes, centros esportivos e fornecedores no mundo, fez algumas pesquisas e apontou alguns desafios estratégicos que devem ser superados:
·        78% dos proprietários de academias consideram o a retenção de clientes o maior desafio a ser superado
·        Apenas 37% dos alunos recebem orientação adequada
·        Apenas 19% percebem resultado em pouco tempo
·        Apenas 14% sentem que a academia está comprometida com suas necessidades
Partindo dessa pesquisa, chegou-se à percepção da necessidade de existir:
·        Programas e serviços orientados para clientes especiais
·        Criação de ambientes que não intimidem as pessoas,
·        Documentação de dados de maneira completa, a fim de propiciar relacionamento, entre outros.
Um cliente fiel tem preferência por uma mesma marca, defende essa marca e ajuda a divulgar e fortalecer a marca em questão. E conseguir isso de um aluno não é fácil. É necessário que o aluno frequente a academia por mais de 6 meses para ser considerado adepto.
A partir da década de 90, o mercado começou a se preocupar com a retenção de clientes, porém, muito pouco é feito nessa direção. Observa-se que a maioria se preocupa mais com as vendas, não tendo nenhuma ou quase nenhuma estratégia de retenção e fidelização.
Como podemos ver, ter um diferencial ajuda a entrar no mercado, que é bastante promissor; mas para se manter nele, e principalmente, se destacar, é preciso fazer “algo a mais” e entender do processo todo , o que ficou bastante claro, não é fácil.
No próximo post falarei com detalhes sobre a RETENÇÃO DE CLIENTES – O que é e como fazer!

Abraços a todos e... sucesso!